Você está aqui Desporto Nacional  

Ministério da Juventude e Desportos diz não ao Afrobasket

Quinta, 27 Abril 2017  vanda de carvalho

Angola não acolher o Afrobasket 2017, conclusão saída do encontro desta Quarta-feira, entre a Federação Angola de Basquetebol e o Ministério da Juventude e Desportos.

A informação foi avançada na manha desta Quinta-feira ao Fora de Campo por uma fonte muito próxima à FAB que garantiu que apesar das várias tentativas da federação que tutela a modalidade no país o Ministério da Juventude e Desportos não deu a carta verde para que a prova africana seja disputada em Angola.

Foi batido o martelo sobre à mesa e as dúvidas dissipadas. Angola não vai mesmo acolher o Afrobasket2017, decisão saída do encontro de ontem entre a direcção da FAB e o MINJUD, segundo fonte muito próxima ao órgão que rege a modalidade no país.

 Com muita convicção a nossa fonte garantiu-nos esta manhã ao Fora de Campo que apesar das várias tentativas da direcção da FAB em convencer o Ministério da Juventude e Desportos durante o encontro o Executivo Angolano, por intermédio do mesmo Ministério não autorizou a realização do Afrobasket em Angola, afastando definitivamente a possibilidade de a prova ser disputada no país.

De acordo a fonte motivações como a actual situação financeira e económica a que o país se encontra bem como o facto de em Agosto deste realizar-se em todo país as eleições-gerais foram decisivas para que Albino da Conceição e sua equipa dissessem não à realização da prova em Angola.

O Fora de Campo sabe que amanhã, sexta-feira a Federação Angolana de Basquetebol faz sair um comunicado de imprensa resultante do encontro de ontem com o Ministério da Juventude e Desportos, encontro este que deliberou a não realização do Afrobasket em Angola.

Com esta rejeição do Executivo angolano a presente edição da festa maior do basquetebol africano a nível de selecções continua sem palco o que mais uma vez deixa a FIBA-AFRIQUE de mãos atadas, apesar de o nome de Angola constar no site do órgão reitor do basquetebol em África como anfitriã do Afrobasket2017.

Recorde-se que o Congo Brazzaville declinou a organização da prova por questões financeiras.