Você está aqui Mundo Europa  

Portugueses “rejubilam” com canonização dos pastorinhos em Fátima

Sábado, 22 Abril 2017  vanda de carvalho

A decisão do papa de canonizar os beatos Francisco e Jacinta Marto em Fátima no próximo dia 13 de Maio foi acolhida com enorme alegria em Portugal.

Serão as primeiras crianças não-mártires a serem proclamadas Santas, precisamente na Cova da Iria onde há 17 anos eram beatificadas pelo Papa João Paulo II.

Em comunicado, a Conferência Episcopal Portuguesa espera “que o exemplo de vida de Francisco e Jacinta Marto, agora apresentados a toda a Igreja como modelos e intercessores da santidade, contribua para intensificarmos a vivência da mensagem que Nossa Senhora do Rosário nos ofereceu em Fátima”, escreve o padre Manuel Barbosa, porta-voz e secretário da CEP.

Já o Cardeal-Patriarca de Lisboa, numa mensagem publicada através da rede social Twitter, destaca “ a alegria” recebida com  “a notícia da canonização de Francisco e Jacinta na sua terra!”, considerando que “mais viva” ficará “a celeste notícia” que os dois irmãos “aí mesmo nos transmitiram”.

Em Fátima, o reitor do Santuário de Fátima também expressou a sua alegria e diz que a canonização dos pastorinhos realça a "importância mundial" da Cova da Iria.

Um “grande dom”, não só para a diocese, de onde são originários os Pastorinhos, mas também “para o Santuário de Fátima, para a Igreja em Portugal e para a Igreja Universal”, sublinha também o bispo de Leiria e Fatima, D. António Marto.

Canonizações igualmente saudadas pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que diz tratar-se de “um momento de significado acrescido para o país”.