Você está aqui Mundo Europa  

Macron provoca Trump e quer tornar o Planeta "Great Again"

Sexta, 02 Junho 2017  vanda de carvalho

O Presidente francês, Emmanuel Macron, recusou na quinta-feira qualquer renegociação do acordo de Paris contra o aquecimento global.

O Presidente de França falou em inglês, para se fazer ouvir na América e lançou no ar uma adaptação da frase chave da campanha de Trump: "Tornar o Nosso Planeta Grande Outra Vez", foi o que disse Macron enquanto Trump diz "Tornar a América grande outra vez".

Antes desta intervenção na televisão, Macron já tinha tido uma conversa telefónica "direta" de cinco minutos, Macron alertou Trump, segundo a presidência francesa, que, se podia discutir o tratado, "nada era negociável no acordo de Paris" de combate às alterações climáticas.

"Os EUA e a França vão continuar a trabalhar em conjunto, mas não no tema do clima", declarou Macron, durante o telefonema, ainda seguindo a mesma fonte.

Alguns minutos mais tarde, Emmanuel Macron afirmou, no discurso transmitido pela televisão a partir do Eliseu, que Donald Trump tinha cometido "um erro para o futuro do seu país" e "uma falta para o futuro do planeta".

Dirigindo-se directamente aos EUA, Macron afirmou: "Não se enganem sobre o clima. Não há Plano B, porque não há planeta B".

Na oportunidade, Macron convidou os cientistas e empresários norte-americanos a irem trabalhar para França.

"A todos os cientistas, engenheiros, empresários cidadãos empenhados a quem a decisão do presidente dos EUA dececionou", o presidente francês garantiu que encontrariam "uma segunda pátria em França".

Mácron acrescentou ainda que acertou, durante uma conversa com a chanceler alemã, Angela Merkel, na noite de quinta-feira, "tomar em conjunto, nos próximos dias, iniciativas fortes".