Você está aqui Mundo Europa  

Madrid convoca reunião para suspender autonomia da Catalunha

Quinta, 19 Outubro 2017  vanda de carvalho

Ao fim de ultimato, líder catalão não cede e, em carta ao governo central, ameaça levar ao Parlamento votação sobre a independência da região.

Gabinete de Rajoy abre procedimentos para activar polémico Artigo 155.O ultimato expirou às 10h (horário local) desta quinta-feira (19/10) para a Catalunha esclarecer sua ambígua declaração de independência, e os líderes de Madrid e Barcelona não mostraram sinais de rever suas posições.

Em carta a Madrid, o líder catalão, Carles Puigdemont, ameaçou votar formalmente a independência no Parlamento regional. Em resposta, o premiê da Espanha, Mariano Rajoy, falou em iniciar já no sábado o processo que culminaria na suspensão da autonomia catalã.

Na semana passada, Rajoy enviou uma carta com um ultimato aos separatistas catalães, dando-lhes a última segunda como prazo para que esclarecessem se realmente declararam a independência e esta quinta para que voltassem à legalidade. Na prática, Puigdemont deixou Madrid sem resposta.