Você está aqui Mundo Americas  

Donald Trump exige que militares da Venezuela apoiem Juan Guaidó ou 'vão perder tudo'

Terça, 19 Fevereiro 2019  vanda de carvalho

Em discurso diante de imigrantes venezuelanos e cubanos em Miami, na Flórida, o presidente norte-americano disse que os militares que bloqueiam a ajuda humanitária enviada à Venezuela "arriscam seus futuros e suas vidas".

"Nós sabemos quem são, e sabemos onde eles guardam os milhares de dólares que roubaram", disse.

Trump afirmou esperar uma transição pacífica à democracia na Venezuela, mas voltou a dizer que "todas as opções estão à mesa". O norte-americano também chamou Nicolás Maduro de "marionete de Cuba", que "prefere ver seu próprio povo morrer de fome a aceitar ajuda".

Os Estados Unidos foram o primeiro país a reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela. O líder da oposição a Maduro – que também preside a Assembleia Nacional, o parlamento venezuelano – prestou juramento para o cargo durante os protestos contra o regime chavista em Janeiro.

O alto comando das Forças Armadas da Venezuela, porém, manteve o apoio a Maduro. Os militares, inclusive, foram acusados pelos venezuelanos de bloquear a entrada do carregamento com a ajuda humanitária na ponte na fronteira com a Colômbia