Você está aqui Mundo Africa  

Papa apela ao diálogo na República Democrática do Congo

Segunda, 19 Dezembro 2016  vanda de carvalho

O Papa apelou este Domingo ao diálogo na República Democrática do Congo (RDC), num momento em que o Governo e a oposição suspenderam as negociações para superar a actual crise política.

No final do encontro dominical para a recitação do ângelus, na Praça de São Pedro, Francisco recordou a situação no país africano e pediu orações para que o diálogo na RDC “decorra com serenidade, para evitar qualquer tipo de violência e pelo bem de todo o país”.

O processo de mediação está a ser acompanhado pela Conferência Episcopal da RDC e vai ser retomado esta quarta-feira, um dia depois do final do mandato do actual presidente congolês, Joseph Kabila.

As eleições presidenciais previstas para este ano foram adiadas, uma decisão que a oposição vê como uma tentativa do actual chefe de Estado prorrogar a sua permanência no poder.

O Papa Francisco recebeu Kabila a 26 de Setembro, numa audiência privada em que se debateu a situação de “violência persistente” no país africano

As conversações analisaram os “graves desafios” colocados pela actual situação política na RDC e aconteceram dias depois de uma manifestação de protesto contra o governo de Kabila ter acabado com a morte de 17 pessoas, incluindo três polícias, em Kinshasa.