Você está aqui Mundo Africa  

Nações Unidas querem aumento da ajuda humanitária ao Sudão

Quarta, 23 Agosto 2017  vanda de carvalho

Uma responsável da ONU apelou esta Segunda-feira os doadores para aumentarem a ajuda ao Sudão.

Marta Ruedas, a coordenadora humanitária da ONU no país, indicou durante uma conferência de imprensa em Kartum que somente 23 porcento da ajuda humanitária no Sudão para 2017 tinha sido levantado, ou seja cerca de 182 milhões de dólares.       

“Esperamos que a generosidade dos doadores se prossiga para poder responder às necessidades à tempos”, disse Ruedas.

Pelo menos 2,5 milhões de pessoas receberam uma ajuda humanitária no Sudão desde o início do ano, indicou.

A ONU deve ajustar o número de pessoas beneficiárias desta assistência. "É difícil definir as prioridades tendo em conta os recursos limitados”, explicou Ruedas.

Centenas de milhares de sudaneses continuam vivendo no campo após terem sido deslocados por um conflito sangrento no Darfur, no oeste do País.

O conflito iniciou em 2003 quando os insurgentes saídos de minorias étnicas, que se consideraram politicamente e economicamente marginalizados, se levantaram contra o regime de Kartum do presidente Omar el-Béchir.

Em 2016, as Nações unidas recolheram mais de 55 porcento de fundos sobre perto de mil milhões de dólares que elas reclamavam para ajudar 4,6 milhões de pessoas no Sudão.              

Pelo menos 416.000 sudaneses do Sul chegaram ao Sudão, fugindo a guerra civil que dilacera desde Dezembro de 2013 o seu país.