Você está aqui Mundo Africa  

Tshisekedi confirmado presidente da RDC pelo Tribunal constitucional

Segunda, 21 Janeiro 2019  vanda de carvalho

Mal o Tribunal constitucional da RDC, confirmou a vitória de Tshisekedi nas presidenciais, vários chefes de Estado africanos já começaram a reconhecer a proclamação. O Presidente da Namíbia, alerta mesmo para a necessidade de respeitar a soberania e integridade territorial da RDC. O Tribunal constitucional, invalidou ao mesmo tempo o recurso do opositor Fayulu, que diz ser ele o vencedor legítimo.

Presidentes africanos começaram este domingo a felicitar o novo Presidente da República democrática do Congo, Félix Tshisekedi, apesar do apelo desta semana duma parte da União africana à suspensão da sua proclamação tendo em conta sérias dúvidas sobre as eleições presidenciais.

Estas reacções vieram no seguimento da proclamação definitiva do vencedor das presidenciais, Tshisekedi, ontem pelo Tribunal constitucional.

Os juízes constitucionais confirmaram vitória de Tshisekedi, anteriormente, anunciada pela Comissão eleitoral e rejeitaram o recurso do adversário, Martin Fayulu, que tinha denunciado fraudes eleitorais, confirmadas pela imprensa internacional e várias instituições da sociedade civil e igrejas.

Nada feito: o presidente da Namíbia, Hage Geingob, afirmou hoje num comunicado que "em nome da SADC,  comunidade de desenvolvimento da África austral e em seu nome próprio, felicitava o presidente eleito da RDC, Félix Tshisekedi, após as eleições de 30 de Dezembro e o acórdão do Tribunal constitucional de 19 Janeiro".

Curiosamente, o presidente namibiano, tinha assinado com outros chefes de Estado da União africana, o apelo à suspensão da proclamação dos resultados definitivos eleitorais na RDC, devido a dúvidas que pesam sobre a validade das mesmas.

O grupo de presidentes africanos da União africana, enviou uma delegação a Kinshasa, mas ainda não se conhece os resultados da missão.

O chefe de Estado da Namíbia, igualmente presidente em exercício da SADC, ameaça veladamente os seus homólogos, com postura diferente, "reiterando a necessidade de respeitar a soberania e integridade territorial da RDC".

Nesta mesma linha, os presidentes do Burundi e da Tanzânia, felicitaram igualmente, o novo presidente da RDC.

O Presidente burundês, Pierre Nkurunziza, escreveu na sua conta Twitter que "por um processo eleitoral inteiramente organizado sem influência externa e a sabedoria do presidente cessante, Joseph Kabila, a RDC, acaba de defender a sua dignidade e soberania.

Por seu lado, John Magufuli, presidente tanzaniano, tuítou também que "no seguimento da decisão do Tribunal constitucional, felicitava Sua Excelência, Félix Tshisekedi, pela sua eleição como Presidente da RDC.

Fonte: RFI