23 partidos e 5 independentes apurados para municipais no Burundi.

Domingo, 25 Abril 2010  Hugo Ramon Castro
burundi240410Um total de 23 partidos políticos reconhecidos e cinco candidaturas independentes foram autorizados a participar nas eleições municipais de 21 de Maio próximo no Burundi, anunciou na passada quarta-feira a Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI).

Dos 44 partidos registados no país, só um pouco mais da metade cumpriu os critérios de selecção, segundo a Comissão que precisa que a lei eleitoral estipula que o processo deve respeitar os critérios de equilíbrio de género, de região e de etnia para ser admissível.

O prazo para a entrega dos processos expirou, terça-feira, e apenas 23 partidos políticos e cinco independentes apresentaram candidatos, indicou o presidente da CENI, Pierre Claver Ndayicariye.

Apenas o Conselho Nacional para a Defesa da Democracia/Forças de Defesa da Democracia (CNDD-FDD, no poder), a Frente para a Democracia no Burundi (FRODEBU, principal partido de oposição), as Forças Nacionais de Libertação (FNL, ex-rebelião) e a Unidade para o Progresso Nacional (antigo partido único) conseguiram reunir todos os elementos do processo para apresentar candidatos nas 129 comunas do país.

Os partidos emergentes, designadamente a União para o Progresso e Desenvolvimento (UPD) e o Movimento para a Solidariedade e Desenvolvimento (MSD) realizaram igualmente a proeza de apresentar candidatos em 128 das 129 comunas do país.

Todos os independentes juntos só apresentaram candidaturas em menos de 10 comunas do país.

A maratona eleitoral dos próximos meses vai prosseguir com a eleição dum novo chefe de Estado a 28 de Junho de 2010, de novos deputados e senadores em Julho antes de terminar pela escolha de novos chefes de colinas (a mais pequena entidade administrativa no Burundi) no mês de Setembro.