Você está aqui Angola  

Hospital Américo Boa Vida recebe visita presidencial

Terça, 01 Janeiro 2019  vanda de carvalho

Durante a visita, que durou duas horas, o  Presidente da República foi informado sobre o estado físico e estrutural do hospital, os perigos e as prováveis complicações que podem surgir devido às fissuras que apresenta. 
Antes da visita guiada, João Lourenço recebeu explicações sobre as intervenções que devem ser feitas para a melhoria da estrutura da unidade hospitalar. 
O Hospital Américo Boavida  conta com 11 elevadores, mas apenas três estão em funcionamento. O Presidente João Lourenço visitou os seis andares do hospital onde funcionam o Bloco Operatório, Serviços de Urologia, Cardiologia, Gastrologia, Dermatologia, Medicina Interna, Banco de Urgência, Serviços dos Cuidados Intensivo e a Pediatria.
João Lourenço recebeu explicações sobre os serviços prestados nessas áreas, as dificuldades e a qualidade de assistência dada aos internados. No Bloco Operatório, o Presidente foi informado  que o mesmo conta com nove salas, três das quais estão inoperantes 
Para a ministra da Saúde, a visita do Presidente ao Hospital Américo Boavida “é demonstração de que João Lourenço está preocupado com o sector social e em particular com a área da Saúde”. 
“Fizemos uma reflexão sobre que rumo daremos ao hospital, que precisa de uma reabilitação profunda, com especial atenção à parte estrutural. Se fizermos um trabalho aturado, vamos conseguir atingir esse objectivo”, afirmou a ministra da  Saúde.
Sílvia Lutucuta adiantou que, para o trabalho de reabilitação, o Ministério da Saúde está a trabalhar com o Laboratório de Engenheira e o Ministério da Construção e Obras Públicas, que vão apresentar as soluções técnicas para a reabilitação do hospital. 

Escute: Repórter Jerónimo Domiano – analise da visita do presidente ao HAB

Diariamente são operados 20 a 30 pacientes, adiantou a responsável do bloco operatório do hospital, Filomena Amaral, na sequência da visita do Presidente da República, João Lourenço, àquela unidade hospitalar.

Filomena Amaral, 38 anos de serviço na área da cirúrgica, informou que a maior parte dos casos operados ao longo do ano em curso são do fórum ortopédico, registando-se neste período 28 óbitos.

O bloco operatório conta com nove especialidades cirúrgicas, nomeadamente cirurgia geral, pediátrica, plástica, maxilofacial, neurológica, urológica, ginecológica, ortopédica e vascular.

A área do bloco operatório do Hospital Américo Boavida conta com nove salas de operação, três das quais encontram-se inoperantes por avaria de equipamentos e fissuras nas paredes.

Existe uma área nova com três salas de operação que os enfermeiros do hospital apelidaram de “zona do Kilamba”.