Você está aqui Angola Politica  

Terminou o prazo para os partidos políticos suprirem as insuficiências do processo de candidaturas para as eleições

Quinta, 01 Junho 2017  vanda de carvalho

No último dia concedido pelo tribunal constitucional, a Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral foi a primeira a entregar as correcções às listas, ao princípio da tarde desta Quarta-feira.  
A CASA-CE tinha de ajustar 63 candidatos a deputados à Assembleia Nacional e 55 apoiantes do partido, que não estavam de acordo com as listas entregues ao Tribunal Constitucional.

O Partido de Renovação Social, que conclui esta Quarta-feira o seu congresso para eleger um novo presidente, foi o último a entregar as listas já corrigidas com 73 nomes para deputados à Assembleia Nacional e 1797 apoiantes indicadas pelo tribunal. 

A APN voltou ao tribunal depois de já lá ter estado Domingo último para corrigir 3.802 apoiantes em todos os círculos eleitorais.

O MPLA foi o primeiro a receber, o acórdão de admissibilidade para concorrer às eleições gerais.

O mandatário da UNITA José Pedro Catchiungo reafirmou a decisão do seu partido realizar uma manifestação em todo o País no próximo sábado pelo facto de considerar haver vícios no processo levado a cabo pela Comissão Nacional Eleitoral.

O político do galo negro falava no Tribunal Constitucional, no último dia dedicado às reclamações e suprimento das insuficiências das candidaturas das formações políticas concorrentes às eleições gerais de 23 de Agosto deste ano.

Escute: Repórter Salgueiro Vicente – Último dia do processo de candidaturas para as eleições