Você está aqui Angola Politica  

Marcelino Tyipinge diz que não cometeu crime de peculato

Sábado, 13 Outubro 2018  vanda de carvalho

O ex-governador da Huila João Marcelino Tyipingui, disse que não cometeu crime de peculato e por isso nunca foi ouvido pela Procuradoria-geral da República, tendo acusado a TVZIMBO e o Jornal O País de fazerem propaganda e jornalismo de caserna.

O agora deputado a Assembleia Nacional pelo circulo provincial da Huila, falava nesta sexta-feira aos jornalistas, no final da Reunião Plenária Extraordinária, que visou eleger Emília Carlota Dias e Susana Augusta de Melo aos cargos de primeira e segunda vice-presidentes da Assembleia Nacional.

Escute: Repórter Salgueiro Vicente - Marcelino Tyipinge diz que não cometeu crime de peculato

Para além da eleição de Emília Carlota Dias e Susana Augusta de Melo para os cargos de vice-Presidentes da Assembleia Nacional, respectivamente, na Reunião Plenária Extraordinária desta sexta-feira, os deputados Raul Lima e Manuel Diniz Dembo foram eleitos primeiro e segundo secretários da mesa do parlamento angolano.

Na mesma sessão, foi registada a reentre dos deputados Boavida Neto, Kundi Paihama, João Baptista Kussumua, Marcelino Tyipinge e Joanes André, ex- governadores  das províncias do Bié, do Cunene, Huambo, Huila e Zaire.