Você está aqui Angola Cultura  

África unida a volta da candidatura de Mbanza Kongo

Sexta, 07 Julho 2017  vanda de carvalho

Os olhas continuam voltados para Cracóvia na Polónia, é possível que o resultado da inserção de Mbanza Kongo na lista da UNESCO como património da humanidade, venha ser divulgado hoje. Crença, esperança e uma grande união do continente, expressadas de modo particular por especialistas africanos da UNESCO.

Mbanza Kongo tem atributos suficientes que lhe dão o valor universal excepcional, que é único a nível nacional e internacional, justificado com o poder político, económico, a vida religiosa e a riqueza imaterial do antigo Reino do Kongo, assim como a expansão desta cultura  para lá do Atlântico.

Nas primeiras sessões de trabalho do Comité do Património Mundial, os membros apreciaram o relatório do orçamento, os relatórios dos órgãos consultivo da Unesco e os relatórios dos 55 sítios que estão na lista do património em perigo, dos quais foram retirados 2 sítios africanos, nomeadamente o Parque Nacional do Simien (Etiópia) e o Parque Nacional de Camoé (Cote d’Ivoire).

Em agenda esteve também a análise do estado de conservação de 99 sítios inscritos na lista do património mundial.

Charles Aquipoder volta a pronunciar-se e considera ser sólido o dossiê Mbanza Kongo.

Escute: Repórter Hermenegildo António – África aguarda o resultado da candidatura de Mbanza Congo a Património histórico