Você está aqui Angola Economia  

FILDA 2018 encerra as portas

Sábado, 14 Julho 2018  vanda de carvalho

A FILDA/2018, aberta terça-feira 10 de Julho, encerra as portas neste sábado.

Com 372 expositores de 15 países, 34ª edição, que decorre nas instalações da Zona Económica Especial Luanda Bengo (ZEELB), conta com 372 expositores de 15 países, um aumento de 125 expositores em relação a 2017.

Na exposição participam empresas de Angola (país anfitrião), África do Sul, Espanha, Estados Unidos da América, Gana, Holanda, Índia, Itália, Macau, Portugal, reino Unido, Rússia e Suécia. Fazem ainda parte Turquia, Uruguai, Japão e Moçambique que estão a expor numa área aproximada de três hectares.

Rússia e o Gana são os estreantes, enquanto o Brasil, tradicional participante, é o grande ausente desta edição, que decorre sob lema “Diversificar a Economia, Desenvolver o Sector Privado”.

Portugal continua a ser o maior expositor estrangeiro de sempre e desta vez vem com 25, contra 16 de 2017, mantendo deste modo a tradição.

A feira é uma promoção do Ministério da Economia, em parceria com a empresa Eventos Arena. Nela estão patentes produtos e serviços de vários sectores como do ambiente, energia e petróleos, agricultura, pecuária, bebidas, banca e seguros, comércio geral, turismo, hotelaria e construção.

Nesta Sexta-feira o dia foi dedicado à indústria petrolífera, O secretário de estado para a geologia e minas Jânio da Rosa Corrêa Victor, disse haver interesse crescente por parte empresas parceiras da Sonangol na exploração do petróleo e anunciou e a construção de refinarias no Lobito e em Cabinda.

Escute: Repórter João Vissesse – Filda dia da empresa petrolífera