Você está aqui Religiosa Santa Sé  

Papa dirige-se às famílias “feridas” e critica quem vive com “falsas imagens” de Deus

Domingo, 31 Dezembro 2017  vanda de carvalho

O Papa Francisco disse este Domingo no Vaticano que a Igreja tem de acolher as famílias “feridas” e criticou quem vive com “falsas imagens” de Deus.

“Não há nenhuma situação familiar que esteja fechadas ao caminho novo de renascimento e de ressurreição. Cada vez que as famílias, mesmo as feridas e marcadas pela fragilidade, falhanço e dificuldades, regressam à fonte da experiência cristã, abrem-se novos caminhos e possibilidades inauditas”, assinalou, no último ângelus de 2017, a respeito da festa da Sagrada Família, que a Igreja Católica celebra este domingo.

Perante milhares de pessoas reunidas na Praça de São Pedro, Francisco disse que o tempo de celebração do nascimento de Jesus recorda a todos que Ele veio “para fazer cair as falsas imagens” que as pessoas fazem de Deus e de si próprias.

Jesus veio para que todos possam “ressurgir, num autêntico caminho humano e cristão, fundado sobre os valores do Evangelho”, acrescentou.

Evocando as figuras de Maria e José, o Papa sublinhou que a família tem como missão “criar condições favoráveis para o crescimento harmonioso e total dos filhos, a fim de que possam viver uma vida boa, digna de Deus e construtiva, para o mundo”.