Você está aqui Religiosa Santa Sé  

Papa assinala Dia da Mulher com mensagem de gratidão

Quinta, 08 Março 2018  vanda de carvalho

O Papa Francisco assinalou esta Quinta-feira a celebração do Dia Internacional da Mulher com uma mensagem de gratidão, através da sua conta no Twitter.

‏”Agradeço a todas as mulheres que, todos os dias, procuram construir uma sociedade mais humana e acolhedora”, escreveu Francisco, para os seus cerca de 50 milhões de seguidores.

O Papa tem recordado em várias ocasiões as mulheres que mais influenciaram o seu caminho de fé, como a sua avó Rosa, repetindo em diversos discursos que “a Igreja é feminina, é mãe”.

Esta quarta-feira foi apresentado um livro prefaciado por Francisco, no qual este se mostra preocupado com “a persistência de uma certa mentalidade machista”, mesmo nas “sociedades mais avançadas”.

O Papa denuncia a violência contra as mulheres, objeto de “maus-tratos, tráfico e lucro”, bem como a exploração de “certo tipo de publicidade e na indústria do consumo e da diversão”.

No prefácio que escreveu para o livro de Maria Teresa Compte, ‘Dez coisas que o Papa Francisco propõe às mulheres’ (Publicações Claretianas), o atual pontífice convida a uma “renovada investigação antropológica”, para aprofundar a identidade feminina e masculina à luz dos “progressos da ciência e das actuais sensibilidades culturais”.

Em Fevereiro, Francisco nomeou a irmã Carmen Ros Nortes como nova subsecretária da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica (Santa Sé).

Em Novembro de 2017, o Papa tinha nomeado outras duas mulheres como subsecretárias do novo Dicastério para os Leigos, Família e Vida (Santa Sé), reforçando assim a presença feminina na Cúria Romana.

Gabriella Gambino, professora de Bioética, foi indicada para a secção para a Vida desde organismo, e Linda Ghisoni, especialista em Direito Canónico, recebeu a nomeação pontifícia para a secção da Família.

A presença feminina na Santa Sé inclui responsabilidades nos departamentos da Cúria Romana e nas áreas dos arquivos, da história e da comunicação social.

Actualmente, a jornalista espanhola Paloma García Ovejero é vice-diretora da Sala de Imprensa da Santa Sé; Margaret Archer preside à Pontifícia Academia de Ciências Sociais; Barbara Jatta é a primeira directora dos Museus Vaticanos desde Janeiro de 2017.