Você está aqui Religiosa Santa Sé  

Não estamos sozinhos na luta contra o mal disse o Papa Francisco

Quarta, 25 Abril 2018  vanda de carvalho

O Papa Francisco disse hoje no Vaticano que o Baptismo é um “dom do Espírito Santo” no combate contra o mal que caracteriza a vida de todos os crentes.

“É cansativo combater contra o mal, fugir dos seus enganos, recuperar as forças depois de uma luta exaustiva, mas temos de saber que toda a vida cristã é um combate. Mas, nesta luta, nunca estamos sós!”, encorajou o Papa.

A audiência pública semanal, na Praça de São Pedro, deu continuidade ao ciclo de reflexões sobre o Baptismo, o “sacramento da Fé”, com um convite a evitar ver esta celebração como uma “fórmula mágica” contra o mal.

“Não se trata de uma fórmula mágica, mas é um dom do Espírito Santo que habilita, quem o recebe, a lutar contra o espírito do mal acreditando que Deus enviou o seu Filho ao mundo para destruir o poder de Satanás e transferir o homem, liberto das trevas, para o seu reino de luz infinita”, explicou.

O encontro reuniu milhares de peregrinos num dia que, tal como em Portugal, é feriado na Itália.

“A Igreja reza e reza por todos. É belo rezar pelos outros. Pedir por quem se encontra na necessidade, por quem não tem fé. A oração da Igreja está sempre em ato, devemos rezar por todo o povo de Deus e por quem necessita de oração”, apelou o Papa.

No final do encontro, o Papa saudou os peregrinos de língua portuguesa, em especial os fiéis da paróquia de Nogueira (Braga) e os membros da Obra de Santa Zita, encorajando-os a “viver como baptizados, imitando a mulher samaritana sedenta de água viva, o cego de nascença que abre os olhos para a luz e Lázaro que sai do sepulcro”.

“Não deixeis que vos roubem a vossa identidade cristã! Com estes votos, invoco sobre vós e vossas famílias a abundância das bênçãos do Céu”, concluiu.