Você está aqui Radio Ecclesia  

São 56 Anos de existência ao serviço da evangelização. 8 de Dezembro é o nosso dia

Quinta, 08 Dezembro 2011  Administrator

 

logo0_1303215989-radioecclesiaA Rádio de confiança, como é conhecida, é apenas ouvida em Luanda, por limitações ainda legais, embora a sua ambição seja estender-se para o interior do País.


Confiscada em 1977, ela reaparece em 1997 com uma nova grelha, conquistando um espaço entre a média independente, assumindo-se como um forte espaço de divulgação de notícias de forma independente e primando por programas interactivos.


Ao celebrar os 56 anos de existência ela afirma cada vez mais o seu valor de uma Rádio ao serviço da verdade de Justiça em consonância com os valores proclamados pela sã doutrina Católica.


A festa dos 56 anos de existência da Ecclesia não deve fazer esquecer dois dos nossos colegas que nos deixaram este ano: o Padre Matumona Muanamossi, nomeado, Director Geral da Ecclesia, pela CEAST, que faleceu 22 dias após a sua nomeação, deixando por concretizar o programa de mandato por ele traçado no dia da sua tomada de posse.


Outra tragedia que assolou a Ecclesia, em 2011, foi a morte do nosso colega José Manuel Domingos, o Rio Alves. Rio Alves deixou-nos no passado dia 30 de Outubro, vítima de doença prolongada.


Historial


A Rádio Ecclesia de Angola, fez a sua primeira emissão em 8 de Dezembro de 1954, para assinalar o encerramento do Ano Santo Mariano. Com um emissor de ondas curtas de 50 Watts, "a aparelhagem era modesta. O emissor de fraquíssima potência. Os discos, pouco ou mais de meia dúzia... as instalações exíguas, no primeiro andar dum prédio da Rua de S. Paulo". As emissões diárias começaram em 19 de Março de 1955, tendo como Director o Padre José Maria Pereira.


Pouco depois verificou-se a transferência das instalações para a Marginal, de forma a responder ao crescimento que a Emissora começava a registar. Todavia, as condições técnicas não eram as melhores, verificando-se que em muitas áreas da cidade não se ouvia a emissora Católica de Angola. Uma terceira etapa na vida da estação dá-se com a mudança das instalações para o Seminário de Luanda, o que significou uma melhoria considerável na qualidade de audição.


A calçada de Santo António foi a quarta etapa da Rádio Ecclesia. Aí se instalou em 15 de Julho de 1964 iniciando o período de emissão até à uma hora da manhã. Foi a primeira emissora de Angola a funcionar tantas horas diárias.


No 15° aniversário, inaugurou, em fase experimental, um moderno sistema automático de transmissões, o primeiro em todo o mundo lusófono, passando a emitir 24 horas por dia. Também nesse ano de 1969, foi inaugurado o Novo Centro Emissor, que compreendia dois Emissores de Ondas Médias de 1 Kw, um emissor de Ondas Curtas de 1 Kw, um emissor de Ondas Médias de 10 Kw, um emissor de Ondas Curtas de 10 Kw com dois desdobramentos para 90 e 40 metros, um emissor de FM de 1 KW e um emissor de FM de 50 Kw.



Em 1975, com os acontecimentos então verificados em Angola, grande parte dos quadros da Rádio Ecclésia saiu do país, pelo que a equipa ficou reduzida a um pequeno grupo. A direcção foi assumida pelo Pe Abílio de Sousa Ribas. Da estatização a que então foram submetidos os órgãos de Comunicação Social de Angola não escapou a Rádio Ecclesia. Esta foi extinta pelo Decreto Presidencial nº 5/78, de 24 de Janeiro de 1978.


Em Março de 1997, exactamente 42 anos depois do início das emissões regulares, e cerca de 20 anos após ter sido encerrada, a Rádio Ecclesia foi reinaugurada, na presença de sua Eminência o Cardeal D. Alexandre do Nascimento, Arcebispo de Luanda e Presidente da Conferência Episcopal de Angola e S. Tomé, do Ministro da Comunicação Social e outras individualidades eclesiásticas e personalidades do mundo da Comunicação Social de Angola. As novas instalações, no bairro de S. Paulo, situam-se no edifício sede da Conferência Episcopal de Angola e S. Tomé - CEAST.


Como Emissora Católica, a Rádio Ecclesia tem como fins específicos, além dos consagrados para todos os Órgãos de Comunicação Social:


- Garantir o direito dos Angolanos à informação; - difundir valores evangélicos, de modo a tornar a sociedade angolana mais justa, fraterna e solidária; - respeitar e participar no desenvolvimento integral da pessoa, que implica as dimensões culturais, transcendentais e religiosas do homem e da sociedade angolana; - criar um espírito de tolerância, respeito e convivência pacífica entre todos os angolanos.


A actual programação, é emitida em FM 97.5 MHz para Luanda e arredores e via Internet (Emissão On-line), com 24 horas de emissão diária.