Você está aqui Mundo Asia  

Assad diz que ameaça de ataques se baseia "em mentiras"

Sexta, 13 Abril 2018  vanda de carvalho

O presidente sírio, Bashar al-Assad, disse esta quinta-feira que as ameaças ocidentais de ataques à Síria se baseiam "em mentiras" e visam desvalorizar os ganhos recentes das suas forças nos arredores de Damasco.

Os Estados Unidos e aliados ameaçam atacar a Síria em resposta ao alegado ataque com armas químicas de 7 de Abril contra Douma, no último grande bastião rebelde de Ghouta Oriental, agora sob controlo das forças sírias e russas.

A oposição síria e vários países acusam o regime de Bashar al-Assad da autoria do ataque, mas Damasco e Moscovo negam.

Para Assad, os ocidentais estão a reagir desta forma porque "perderam a aposta" que fizeram na oposição ao regime.

O presidente sírio, que falava durante um encontro com um conselheiro do guia supremo iraniano, Ali Akbar Velayati, advertiu, por outro lado, que qualquer acção militar ocidental "desestabilizaria ainda mais a região".