Você está aqui Mundo Asia  

Reabertas escolas cristãs fechadas por curdos na Síria

Quinta, 13 Setembro 2018  vanda de carvalho

As escolas administradas pela Igreja e comunidades cristãs na Província síria de Hassaké, reiniciaram suas actividades didáticas depois da suspensão temporária imposta por forças político-militares, expressão da autonomia curda, comprometidas em instaurar naquela região sua forma de governo.

Um comunicado da Igreja Sírio-ortodoxa, referido pela agência Fides, havia antecipado que a reabertura das escolas cristãs da região estava previsto para esta quarta-feira.

A questão das escolas cristãs da província ganhou repercussão em Agosto, quando elementos armados das assim chamadas “milícias de autogestão curda”, impuseram o fechamento de alguns institutos escolares com sede nas comunidades sírias e assírias locais.

A iniciativa dos milicianos curdos, por pouco não provocou problemas de ordem pública, sobretudo em Qamishli, onde muitos pais de alunos reuniram-se espontaneamente diante da igreja sírio-ortodoxa dedicada a Virgem Maria, para protestar contra o fechamento das escolas cristãs. A manifestação foi dispersa pelas milícias que lutam pela autonomia do Curdistão, com armas de fogo.

Fonte: Vaticano