Você está aqui Religiosa Dominical  

No dia de São José Arcebispo reza com colaboradores da Arquidiocese

Quinta, 02 Maio 2019  vanda de carvalho

Arcebispo de Luanda Dom Filomeno do Nascimento Vieira Dias, lembrou neste 1º de Maio dia mundialmente consagrados aos trabalhadores, aos colaborares dos serviços dos cartórios paroquiais e os demais funcionários das várias instituições pastorais e sociais da igreja o dever de continuar a prestar serviços com amor, beleza e qualidade aos utentes, anunciando o Evangelho de Cristo.

O prelado falava na celebração Eucarística na Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, missa que marcou o 1º de Maio dia do padroeiro dos trabalhadores, São José Operário, na qual o Pastor da Arquidiocese aproveitou para assinalar com a missa e o convívio familiar da rede de funcionários e colaboradores dos serviços missionários e sociais da igreja.

“ Não é que faremos isso sempre no dia 1 de Maio, não queremos empatar nem atrapalhar feriados, surgiu-nos esta inspiração falando com as equipas da nossa coordenação pastoral, dos nossos serviços do economato, surge esta ideia de termos um encontro de família, nós que em diversas áreas, em diversos lugares, vamos dando colaboração a vida da igreja”.

Um encontro de famílias de colaboradores homens e mulheres do Clero e do Laicado de toda a Arquidiocese de Luanda de lés á lés pessoas que servem e partilham no dia-a-dia a própria vida em varias áreas que segundo Dom Filomeno é para que o evangelho seja anunciado com amor beleza prestando serviço de qualidade através de serviços nas paróquias, educação, saúde, cartório, serviços pastorais, serviços de apoio á residências das casas de formação, na culinária, na segurança jardinagem e comunicação.

“ Todos esses serviços convergentes, orientados para que a igreja possa estar no meio de nós com esta comunidade que anuncia alegria do evangelho, ao mundo e aos homens”.

Dom Filomeno falou da dimensão importante de fortificar a relação de encontro no serviço da igreja “ reforçar na qualidade, na beleza, na coerência com a verdade que o evangelho nos revela e nos transmite, tomamos consciência todos nós o Bispo, padres, as irmãs, os responsáveis de vários sectores, os colaboradores dos mais diferentes níveis, que esta é uma oportunidade para vivermos a experiencia dos discípulos de Jesus”.