Você está aqui Religiosa Dominical  

Diocese de Ondjiva acolheu missa de ordenação Episcopal do novo Bispo de Menongue

Quarta, 15 Maio 2019  vanda de carvalho

No Domingo do Bom Pastor, a Diocese de Ondjiva acolheu a missa da sagração Episcopal de Dom Leopoldo Ndakalako, recém-nomeado Bispo da Diocese de Menongue.

A Celebração em que foi sagrado o novo Bispo, foi presidia pelo Núncio Apostólico em Angola e concelebrada pelos Bispos da CEAST, Dom Filomeno do Nascimento Vieira Dias, Presidente da CEAST e Arcebispo de Luanda, Dom José Manuel Imbamba, Vice-presidente da CEAST e Arcebispo de Saurimo, Dom António Jaca, Secretário geral da CEAST e Bispo de Benguela, Dom Benedito Roberto, Arcebispo de Malanje, Dom Zeferino Zeca Martins, Arcebispo do Huambo, Dom Jesus Tirso Blanco, Bispo do Lwena, Dom Emilio Sumbelelo, Bispo de Viana, Dom Estanislau Marques Chindekasse, Bispo do Dundo, Dom Dionísio Hisiilenapo, Bispo do Namibe, Dom Vicente Carlos Kiazico, Bispo de Mbanza Congo, e os Arcebispos eméritos do Huambo, Dom Queirós Alves e do Lubango Dom Zacarias Kamuenhu e o emérito de Mbanza Congo, Dom Chingo Ya Hombo, concelebraram ainda sacerdotes vindos das vários dioceses de Angola e da vizinha republica da Namibia.

Durante a Homilia, Dom Peter Rajic alertou para o perigo das divisões dentro da Igreja por razões de pertença a etnia ou tribo, o Núncio adiantou ainda que a ordenação acontece num dia tão solene de nosso senhor Jesus Cristo o Bom pastor, que constitui um grande Dom de Deus.

“ Na verdade o vinculo sagrado da ordenação é sempre exclusivamente da graça de Deus por isso despertamos em nós um sentimento profundo de fé e de reconhecimento ao vivermos esta celebração”.

Dom Petar Rajic apela a Dom Leopoldo que apartir deste momento passa a ser anunciador da palavra e da vida eterna, que o senhor Jesus deixou aos apóstolos e a Igreja.

“Dom Leopoldo sereis chamado de hoje em diante a er atenção e cura das ovelhas da sua Diocese que vos são confiadas de modo que testemunhares com dedicação a partir do vosso exemplo de vida e de ensino tal como temos um Pai Celeste no Céu que se preocupa e se ocupa de nós e temos de igual modo um salvador Jesus Cristo o único redentor dos homens, que nos salvou e temos ainda o Espírito Santo que nos consagrou para sermos filhos e filhas de Deus e suas testemunhas neste mundo “ (Eu e o Pai Somos Um Só)”.

O Representante da Santa Sé em Angola chamou atenção a comunidade local, a serem obedientes e unidos no amor de Cristo, para que não haja divisões e segregações entre grupos linguísticos, etnias ou raças.

“ A característica comum do Cristão deve ser unidade na obediência e no amor, por isso não existe entre nós divisões entre grupos linguísticos, etnias, raças, segregações, quem é mais importante que o outro ou ainda a condição social, isto não existe nem deve existir entre os discípulos de Cristo, mas sim que somos todos irmãos e irmãs em Cristo Senhor, filhos do pai Celeste, este facto nos deve encher de alegria e conforto porque diante de Deus não há distinção de pessoa, hoje por feliz circunstancia é ainda o Domingo do Bom Pastor e oração pelas vocações, como é bom ter neste próprio dia uma ordenação Episcopal nesta Diocese de Ondjiva”.