Você está aqui Mundo PALOP  

UNICEF e OIT denunciam o trabalho infantil em Moçambique

Quinta, 23 Março 2017  vanda de carvalho

O trabalho infantil é uma triste realidade em Moçambique. Mais de quatro milhões de crianças moçambicanas estão a ser exploradas como mão de obra infantil. A denúncia foi feita pela Organização internacional do Trabalho, e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) que, juntamente com o Governo, anunciaram a elaboração de uma lista com as piores formas de trabalho infantil no país.

São milhares de crianças sujeitas a várias formas de trabalho infantil em Moçambique, revela Vitória Diogo ministra do Trabalho, Emprego e Segurança Social.

Os números revelam uma realidade assustadora, que preocupa o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), e a Organização Internacional do Trabalho (OIT), que identificou as formas mais brutais do trabalho a  que as crianças moçambicanas estão sujeitas.

Dados revelados no lançamento da campanha com vista a elaboração de uma lista com a indicação das piores formas de trabalho infantil em Moçambique, um documento que servirá de base para evitar e punir esta prática.