Você está aqui Mundo PALOP  

FMI não vai colaborar com São Tomé e Príncipe

Sábado, 08 Abril 2017  vanda de carvalho

O Fundo Monetário Internacional anunciou que não vai colaborar na construção do porto de águas profundas em Fernão Mendes nem nas obras de reabilitação do aeroporto de São Tomé. A decisão do FMI deve-se ao elevado o nível de endividamento do país.

O elevado nível de endividamento de São Tomé e Príncipe é o argumento dado pelo Fundo Monetário Internacional que anunciou que não vai colaborar com o país na construção do porto de águas profundas, nem nas obras de reabilitação do aeroporto do país.

O FMI que teve um papel determinante no perdão da dívida externa em 2007, avaliada em 300 milhões de dólares, reconhece a importâncias destas infra-estruturas, contudo considera que estes projectos devem ser analisados de forma e evitar o aumento da dívida externa.

Escute: Repórter Melba de Ceita- FMI chama atenção ao governo santomense a terem cautela ao contrair novos empréstimo