Você está aqui Mundo PALOP  

“Gestores desinteressados que amem o povo” recomendação de Dom Imbamba aos políticos africanos

Terça, 30 Maio 2017  vanda de carvalho

Numa altura em que está a terminar o mês do continente africano, o vice-presidente da CEAST exorta aos políticos africanos a trabalharem de forma desinteressada para o bem-estar comum dos seus povos.

Dom José Manuel Imbamba, alerta que o apego ao poder político por parte das lideranças africanas é uma ameaça ao desenvolvimento.

Sobre a realidade cultural do continente africano, o arcebispo Dom José Manuel Imbamba chama atenção para alguns aspectos negativos que travam o desenvolvimento da África.

Embora se tenham passado 54 anos desde o alcance das independências politicas das nações africanas, facto é que continuam económica, mental e culturalmente dependentes das ex-potencias colonizadoras entre outros países economicamente influentes no mundo.

Para o prelado um dos factores que alimentam O status quo é o não investimento nos cérebros que o continente tem. As inteligências que resistem as intempéries, não se colocam a serviço do desenvolvimento dos respectivos países , por que cedem ao medo pelo  feiticismo, acrescentou.

Dom Imbamba aponta igualmente para outros factores que alimentam um ciclo vicioso que  faz oposição ao almejado desenvolvimento , no entanto nem tudo está perdido, basta para tal que se tomem as decisões  correctas. Para o Arcebispo haverá caminho para a saída deste imbróglio de condicionalismos.

Escute: Entrevista Dom José Manuel Imbamba – O continente africano em destaque, uma conversa com o Correspondente Almeida Sonhi