Você está aqui Mundo PALOP  

Comissária da UA alerta Angola a reforçar a estratégia de redução da pobreza

Terça, 28 Agosto 2018  vanda de carvalho

Angola registou progressos no domínio do combate à fome, sendo que o país saiu de um índice de mais de 60% da taxa de fome para menos de 30%, entre 2013 e 2015, conforme revelou hoje o ministro da Agricultura e Florestas, Marcos Nhunga.

O governante falava a margem da cerimónia de lançamento do Processo de Reformulação do Plano Nacional de Investimento Agrícola de Angola, onde a comissária da União Africana defendeu que Angola deve reforçar a sua estratégia para reduzir a pobreza.

A Directora de advocacia e social da ADRA, diz ser pouco provável registar-se redução na taxa de fome em Angola numa ordem dos quase 30%, durante o período 2013-2015.

Segundo a responsável que reagia aos dados apresentados pelo ministro da agricultura, no concernente ao combate a fome no país, de 2013 a 2015 foi um período muito marcado pela crise económica e pela seca no sul de Angola, que deixaram as famílias num estado de grande necessidade.

Escute: Repórter Joana Zunguila – redução pobreza