Você está aqui Religiosa Comunidades  

Comunidades católicas no país continuam a viver com fé e alegria o mês dedicado a bíblia sagrada

Terça, 05 Setembro 2017  vanda de carvalho

A igreja começou a viver o mês dedicado a Bíblia sagrada.

O mês de Setembro foi escolhido pela Igreja porque no dia 30 de Setembro é dia de São Jerónimo (ele nasceu no ano de 340 e faleceu em 420 dC).

São Jerónimo foi um grande biblista e foi ele quem traduziu a Bíblia dos originais (hebraico e grego) para o latim, que naquela época era a língua falada no mundo e usada na liturgia da Igreja.

A Bíblia é hoje o único livro que está traduzido em praticamente todas as línguas do mundo e que está em quase todas as casas. Serve de “alimento espiritual” para a Igreja e para as pessoas e ajuda o povo de Deus na sua caminhada em busca de construir um mundo melhor.

A irmã Maria do Céu Costa, coordenadora nacional dos grupos bíblicos fala sobre as dinâmicas que vão marcar a vivencia do mês do livro dos livros sobre tudo em Luanda.

Escute: Irmã Maria do Céu Costa – coordenadora bíblica

Já na diocese de Benguela, o responsável da Catequese do arciprestado Sul convidou os fiéis a reconhecerem na Bíblia a fonte da vida.   

O Sacerdote entrevistado pelos nossos colegas do Magazine local apontou a importância do mês da Bíblia na vida das nossas comunidades.

Na diocese do Uíge, os fiéis ouviram durante missa inaugural do mês das Sagradas Escrituras, o valor do livro sagrado.

Já em Mbanza Congo, Dom Vicente Carlos Kiazico, apelou a todos os cristãos que devem ter um exemplar da bíblia em casa.

No XXII Domingo do Tempo comum Dom Vicente durante a celebração dirigida aos jovens começou a homilia convidando os cristãos a ter em casa pelo menos um exemplar da bíblia e procurar fazer o propósito de conhecer a nossa história da salvação.